Câmara faz sessão especial nesta quinta para discutir situação de cooperativas m - WSCOM

menu

Paraíba

07/06/2006


Câmara faz sessão especial nesta

A Câmara Municipal de João Pessoa realiza sessão especial nesta quinta-feira, às 11h, onde irá discutir a rescisão contratual das cooperativas médicas que desempenham serviços na Saúde do Estado e do Município. A vereadora Nadja Palitot (PSB) é a autora da propositura e teme que a saída dos cooperados cause problemas ao serviço hospitalar público.

A sessão está prevista para às 11h, e terá como foco central a decisão da Justiça do Trabalho em determinar o encerramento dos contratos com cooperados em 120 dias. Quatro cooperativas formalizaram, na última sexta-feira, a rescisão contratual para o dia 1º de julho.

“O problema causado por esta rescisão é enorme porque os atendimentos de urgência e emergência serão comprometidos, a exemplo dos hospitais de Trauma, Santa Izabel, Cândida Vargas, Frei Damião e Arlinda Marques”, entende a vereadora.

A ordem judicial obriga a rescisão contratual em um prazo mínimo de 120 dias. A determinação aconteceu a partir de uma ação civil pública de autoria do procurador do Trabalho Eduardo Varandas, ingressada nas varas de primeiras instancia da Justiça do Trabalho.

No entanto, mais três cooperativas (anestesistas, pediatras e ginecologistas) irão questionar a liminar e entrar com recurso. “É importante que essa discussão atinja também a população, já que a suspensão dos contratos atinge diretamente o atendimento aos usuários dos hospitais públicos”, ressalta o presidente da Cooperativa dos Anestesistas, André Pacelli. Segundo ele, a sessão especial na Câmara dos Vereadores é mais uma oportunidade para se discutir o impasse.

Notícias relacionadas