WSCOM Online

Login no site Esqueci minha senha O que é Vozmice?
Busca no site

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Aliquam dapibus leo quis nisl. In lectus. Vivamus consectetuer pede in nisl. Mauris cursus pretium mauris. Suspendisse condimentum mi ac tellus. Pellentesque habitant morbi tristique senectus et netus et malesuada fames ac turpis egestas. Donec sed enim. Ut vel ipsum. Cras consequat velit et justo. Donec mollis, mi at tincidunt vehicula, nisl mi luctus risus, quis scelerisque arcu nibh ac nisi. Sed risus. Curabitur urna. Aliquam vitae nisl. Quisque imperdiet semper justo. Pellentesque nonummy pretium tellus.

Menu de navegação

/ Notícias / Brasil

7/3/14 - 4:16 PM


Médica mata filho e nora em condomínio de luxo e depois comete suicídio


Segundo vizinhos, a medica pediatra matou primeiro a namorada do filho enquanto ele passeava com os cães

Três pessoas foram achadas mortas nesta sexta-feira (7) em um apartamento no Alto da Lapa, em São Paulo, de acordo com informações da Polícia Militar e da Polícia Civil. A Polícia Militar foi acionada pela manhã, após vizinhos ouvirem barulhos de tiros dentro do apartamento no segundo andar do condomínio localizado na Rua Passo da Pátria.

Policiais militares da região afirmaram, por volta das 13h40, que os mortos são uma mulher, seu filho e a nora. Os relatos preliminares enviados a investigadores da delegacia que apura o caso apontam que uma mulher teria matado o filho, a nora e depois se matado. O caso será registrado no 91º Distrito Policial.

Segundo Carolina Dias, ex-moradora do prédio onde ocorreu o crime, a mãe era médica e o filho era médico residente. De acordo com Carolina, o jovem, que ela não soube dizer a idade, tinha comportamento exemplar e a família era "super educada" e "tranquila".

"Sempre passeava com o cachorrinho e a namorada", disse Dias. A ex-moradora que foi ao prédio buscar correspondências afirmou que nunca ouviu nenhuma briga da família durante os três anos em que morou lá. O prédio tem um apartamento por andar.

Segundo vizinhos, a medica pediatra matou primeiro a namorada do filho enquanto ele passeava com os cães. Quando o rapaz chegou ao apartamento, ela o matou com um tiro no rosto e em seguida deu um tiro na boca.

A Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP) diz que ainda não tem detalhes do caso. Há dois carros da Polícia Militar e um da Polícia Civil no prédio.

G1 (Foto: Roney Domingos/G1)
WSCOM Online







Revista Nordeste

Veja nesta edição: O voto que decidirá as eleições.


Veja no Portal NORDESTE:

Busca no site


© Todos os direitos reservados - Grupo WSCOM de Comunicação - www.wscom.com.br

Produzido por Construir Sites