Brasil vence Gana por 3 a 0 e espanta zebra africana - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

27/06/2006


Brasil vence Gana por 3

A Seleção Brasileira chegou a apresentar problemas, mas demonstrou eficiência para espantar a zebra africana de Gana, nesta terça-feira, em Dortmund. Com gols de Ronaldo, Adriano e Zé Roberto, levou a melhor por 3 a 0 e sobreviveu às oitavas-de-final.

Com o resultado, o time comandado por Carlos Alberto Parreira se garantiu entre os oito melhores da competição. Na próxima partida, marcada para sábado, às 16h (de Brasília), em Frankfurt, mede forças com o vencedor do confronto entre Espanha e França por uma vaga nas semifinais.

O Brasil começou bem a partida e abriu o placar logo aos 5min, com Ronaldo, que driblou o goleiro Kingson antes de quebrar o recorde de gols em copas do mundo: 15. Depois disso, Adriano perdeu oportunidade clara, e a equipe verde e amarela caiu de rendimento.

Gana, então, cresceu no jogo e esteve bem perto do empate em algumas oportunidades. Na mais clara, John Mensah cabeceou da risca da pequena área, e Dida fez grande defesa. Mesmo mal, a Seleção conseguiu ampliar nos acréscimos do primeiro tempo, quando Adriano concluiu contra-ataque em posição de impedimento.

Na etapa final, o ritmo caiu bastante. Se Gana não demonstrou a mesma força para chegar à frente, o Brasil não ganhou a movimentação esperada com as entradas de Gilberto Silva e Juninho Pernambucano. Aos 39min, Ricardinho, que acabara de entrar, lançou Zé Roberto, que tirou do goleiro antes de fechar a contagem.

O jogo

O Brasil começou a partida se aproveitando da desorganização defensiva de Gana. Logo a 1min, Ronaldinho fez lançamento preciso para Ronaldo, que só não concluiu para o gol porque o assistente assinalou impedimento.

Aos 5min, no entanto, a movimentação foi mais bem sincronizada. Kaká dominou no círculo central e achou passe preciso para Ronaldo. O atacante apareceu saiu na cara do goleiro Kingson e teve tempo para driblá-lo antes de tocar para o gol.

A jogada se repetiu aos12min, quando Zé Roberto puxou contra-ataque e lançou Adriano. Cara a cara com o goleiro, entre bater para o gol e tocar para Ronaldo, o camisa 7 preferiu driblar Kingson e ir ao chão. O árbitro não apontou pênalti a ainda deu amarelo ao atacante por simulação.

O Brasil, então, se perdeu na partida. Os freqüentes passes errados davam a posse de bola aos africanos, que aproveitaram para crescer. Aos 18min, Draman ficou com sobra na intermediária e testou a atenção de Dida em bom chute.

Cinco minutos depois, Matthew Amoah recebeu com liberdade dentro da área e mandou à esquerda de Dida. A melhor chance para os ganenses apareceu aos 41min, quando John Mensah subiu sozinho na risca da pequena área e cabeceou para o chão. Com o pé, o camisa um da Seleção fez uma defesa dificílima.

Mesmo mal no jogo, o Brasil conseguiu chegar ao segundo gol ainda no primeiro tempo. Já nos acréscimos, Lúcio puxou contragolpe e lançou Kaká na direita. O meio-campista invadiu a área e esperou a aproximação de Cafu, que cruzou para Adriano completar para o gol vazio em posição de impedimento.

No intervalo, Parreira substituiu Emerson, que reclamava de dores na perna direita, por Gilberto Silva. O ritmo da partida caiu bastante, e os ganenses passaram a abusar ainda mais das faltas duras.

Aos 12min, Ronaldinho achou Roberto Carlos na área, e o lateral chutou em cima do goleiro Kingson. Minutos mais tarde, Juninho Pernambucano foi acionado para substituir o atacante Adriano.

O time brasileiro, no entanto, não ganhou a movimentação esperada. Aos 23min, Appiah ganhou de Gilberto Silva e tocou para Asamoah Gyan na área. O jogador bateu cruzado e obrigou Dida a fazer mais uma excelente defesa.

Aos 34min, Gyan Asamoah simulou pênalti, levou o segundo cartão amarelo e foi expulso. Cinco minutos depois, o Brasil fechou a contagem após lançamento de Ricardinho, que acabara de entrar. Zé Roberto tirou do goleiro e completou para o gol vazio.

Clique aqui e leia mais no Terra

Notícias relacionadas