Atlético-PR faz 2 a 0, e Palmeiras chega à 8ª derrota no Brasileiro - WSCOM

menu

Mais Esporte

04/06/2006


Atlético-PR faz 2 a 0,

O Palmeiras foi a Curitiba neste domingo precisando da vitória para aliviar um pouco a crise que afeta o clube, e com um tabu a ser quebrado. Jamias havia feito um gol jogando na Arena da Baixada. E não conseguiu nenhum de seus objetivos. O Atlético-PR venceu a partida por 2 a 0 e afundou o adversário paulista numa crise que parece não ter fim.

Jogando fora de casa, o Palmeiras conseguiu jogar melhor que o Atlético-PR, mas com um gol de Alan Bahia no primeiro tempo e um de Evandro, no segundo, definiu a vitória paranaense e colocou o time alviverde numa seqüência de quatro derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro, permanecendo com quatro pontos, na penúltima colocação, ficando a frente apenas do Santa Cruz, que foi derrotado pelo Vasco, em São Januário.

O time do técnico Tite ainda não conseguiu sequer um ponto jogando fora do Parque Antarctica neste Campeonato Brasileiro. Foram cinco jogos e cinco derrotas. Os únicos quatro pontos foram conseguidos jogando em casa. Um empate diante do Cruzeiro e uma vitória sobre o Santa Cruz.

Outro tabu não caiu este domingo em Curitiba. Jogando na Arena da Baixada diante do Atlético-PR, o Palmeiras jamais conseguiu vencer. Nem mesmo conseguiu fazer um gol. Agora já são cinco jogos, dois empates e três derrotas. A última delas no havia sido no Brasileiro do ano passado, quando o time paulista sofreu uma goleada por 4 a 0.

Depois do jogo deste domingo, durante a paralisação para a disputa da Copa do Mundo da Alemanha, o Palmeiras deverá anunciar a dispensa de alguns jogadores. O primeiro da lista seria o atacante Edmundo, que se desentendeu com Tite após ser substituído na partida contra o Flamengo. Os outros nomes cotados para deixar o Parque Antarctica são os de Washington, Ricardinho e Cristian. Todos eles foram afastados por Tite durante a semana e ficaram fora do confronto contra o Atlético-PR

O Palmeiras agora volta a campo apenas no dia 13 de julho. O time alviverde receberá o Vasco no Parque Antarctica. Já o Atlético-PR joga um dia antes, contra o Fortaleza, na Arena da Baixada.

O jogo

Os dois times entraram em campo precisando vencer. O Palmeiras para afastar um pouco a crise que ronda o Parque Antarctica, e o Atlético-PR para se distanciar da zona de rebaixamento e assistir à Copa do Mundo da Alemanha num lugar mais confortável. Com isso, as duas equipes iniciaram a partida indo para cima do adversário.

Logo aos 2 min, Paulo André aproveitou cobrança de falta da direita e subiu para cabecear, por cima do gol, quase abrindo o placar. Um minuto depois o Palmeiras respondeu. Alex Afonso arriscou de fora da área, no canto direito do gol de Cléber, que espalmou para escanteio.

O jogo pareceu que seria bem movimentado e com chances para os dois lados. No entanto, após um bom início, as duas equipes começaram a mostrar suas deficiências e não conseguiram apresentar um bom futebol. O Palmeiras procurou mais o gol, porém, não conseguiu criar grandes chances para abrir o placar.

O melhor momento do time paulista foi aos 23min. Amaral avançou pela direita, rolou para Enílton e o atacante palmeirense girou em cima da marcação e bateu para o gol. Kléber rebateu e o camisa 9 do Palmeiras chutou mais uma vez, para outra defesa do goleiro atleticano, desta vez com o pé. A equipe paulista respondeu no minuto seguinte. Michael bateu colocado, da entrada da área, e Sérgio caiu para fazer boa defesa.

Faltando um minuto para acabar o tempo regulamentar na primeira etapa, o Atlético-PR abriu o placar na Arena da Baixada. Fabrício cobrou falta da intermediária, com força, Sérgio rebateu e Alan Bahia aproveitou para fazer o seu quarto gol no Campeonato Brasileiro.

Na volta para o segundo tempo, o Palmeiras teve a chance de empatar logo aos 4min. Alex Afonso fez boa jogada pela esquerda, bateu cruzado, mas a bola foi para fora. Depois disso o Palmeiras iniciou uma pressão sobre o Atlético-PR.

Aos 7min, Michael cobrou falta para dentro da área e Thiago Gomes cabeceou para o gol. Porém, o goleiro segurou com tranqüilidade. No minuto seguinte, Enílton recebeu dentro da área, mas errou o chute e a bola foi pela linha de fundo.

A melhor chance foi aos 14min. Roger aproveitou cruzamento da esquerda, entrando por trás da defesa atleticana, e tocou para o gol. Cléber, em ótima recuperação fez a defesa com o pé.

Depois de ser pressionado por quase 25 minutos, o Atlético-PR conseguiu equilibrar a partida e chegou com perigo aos 28min. Depois de cobrança de escanteio pela direita, Alan Bahia, de cabeça, acertou o travessão do gol de Sérgio.

Aos 33min, o Atlético-PR definiu a vitória. Evandro avançou pela esquerda, aproveitou rebote de Sérgio e completou para o gol, fazendo 2 a 0 para o time da casa.

ATLÉTICO-PR

Cléber, Danilo, Paulo André e Alex; Jeancarlos, Alan Bahia, Erandir, Fabrício (Pedro Oldoni) e Moreno; Dênis Marques (Evandro) e Ferreira

Técnico: Givanildo Oliveira

PALMEIRAS

Sérgio, Amaral, Thiago Gomes, Daniel e Márcio Careca; Alceu, Roger (Reinaldo), Wendel e Michael (Roger); Alex Afonso e Enílton (William)

Técnico: Tite

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Árbitro: Wilson Luiz Seneme/SP (Fifa)

Auxiliares: Emerson De Carvalho e Nilson Monção/SP

Cartões Amarelos: Danilo (A), Alceu (P), Alex (A), Michael (P), Daniel (P), Alan Bahia (A), Cléber (A)

Gols: Alan Bahia, aos 44min do primeiro tempo e Erandir aos 33min do segundo

Notícias relacionadas