Alemanha pede que Irã suspenda seu programa nuclear - WSCOM

menu

Internacional

24/06/2006


Alemanha pede que Irã suspenda

O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, pediu que o Irã suspenda o enriquecimento de urânio “rapidamente” para que sejam retomadas as negociações sobre o pacote de incentivos oferecido ao país.

“Só posso reiterar e pedir ao Irã que implemente muito rapidamente a suspensão do enriquecimento (de urânio) para permitir que as negociações comecem novamente”, disse o chanceler alemão.

A declaração foi feita logo após Steinmeier ter se reunido, em Berlim, com o ministro das Relações Exteriores do Irã, Manouchehr Mottaki.

Mottaki disse que Teerã quer negociar “sem pré-condições”. Segundo ele, o governo iraniano “ainda está revisando muito seriamente a oferta feita pelos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU mais a Alemanha”.

O ministro do Irã comentou que a reunião em Berlim foi “construtiva”, mas voltou a afirmar que o pacote de incentivos tem “ambiguidades”.

Resposta

A oferta foi feita no início deste mês pelos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU mais a Alemanha.

Na quarta-feira, o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, disse que Teerã apresentaria uma resposta apenas no dia 22 de agosto.

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, afirmou que o governo iraniano não deveria levar tanto tempo para analisar um “acordo sensato”.

Alguns diplomatas acreditam que o Irã possa dar uma resposta formal no encontro do G8 (grupo formado pelos sete países mais industrializados do mundo mais a Rússia), em São Petersburg, no mês que vem.

O conjunto de medidas apresentadas ao Irã foi formulado por Estados Unidos, França, Alemanha, Rússia e China.

O Irã insiste que o seu programa nuclear é totalmente pacífico e tem o objetivo de atender às suas necessidades energéticas, mas os Estados Unidos e outras potências suspeitam que o país deseja desenvolver armas nucleares.

Notícias relacionadas