Esportes

Jonas enaltece o titular Gabriel Jesus: "Jogador completo"

Atacante mostra humildade ao elogiar concorrente. Aos 33 anos, ele quer cumprir contrato com o Benfica e depois se aposentar no time de coração: "Terminar no Guarani seria maravilhoso"

Créditos: Lucas Figueiredo / MoWA Press

Gols, sucesso, idolatria no Benfica e até consulta feita pelo Barcelona. Quando Jonas vivia o melhor momento da carreira, em meados de 2016, sofreu uma pequena fratura em um osso do tornozelo direito. A princípio era um problema simples, mas uma inflamação prejudicou o processo e o deixou longe dos gramados por quatro meses. Com apoio da família e do clube português, o atacante conseguiu manter a cabeça boa e deu a volta por cima: retornou ao time jogando em alto nível e contribuiu para a conquista de mais um Campeonato Português, nesta temporada. Ele ainda pode levantar mais um caneco, uma vez que o Benfica disputa a final da Taça de Portugal no próximo dia 28, contra o Vitória de Guimarães. Era o que Jonas precisava para retomar a confiança na busca por uma vaga na seleção brasileira.

- Eu estava lesionado, então nem tinha como pensar em Seleção. E o Tite acertou o time, que está voando. É difícil ser convocado com esses jogadores fazendo muito sucesso. Mas é um objetivo meu voltar. Quero continuar meu trabalho aqui para, quem sabe, estar em uma próxima convocação. A partir de agora, depois de me recuperar da lesão, vou lutar para estar - disse o atleta, que vinha sendo convocado por Dunga, mas ainda não teve chance com Tite.

Hoje, para a posição de Jonas, três jogadores têm sido convocados por Tite: Gabriel Jesus, do Manchester City, é o titular absoluto; Roberto Firmino, do Liverpool, é a segunda opção; e Diego Souza, do Sport, é a terceira. Nesta entrevista por telefone ao GloboEsporte.com, o atacante do Benfica mostrou humildade ao rasgar elogios ao atual camisa 9 da Seleção.

- Você já vê que ele (Gabriel Jesus) é um jogador diferente. Na posição que está exercendo, tem muitas qualidades para fazer muito sucesso. Tenho certeza que ele vai fazer. Tem uma maturidade muito interessante para a idade que tem. Tem frieza perto do gol, é rápido, se movimenta bem, ajuda na marcação. Hoje vejo o Gabriel Jesus como um jogador completo. Já brilhou no Palmeiras, está brilhando no Manchester City e vai continuar fazendo isso por muitos anos. E é uma posição que é difícil hoje, é difícil ter um 9 fixo na Seleção. Ele se encaixa bem nesse esquema. A gente torce muito para ele. Não o conheço pessoalmente, mas ele parece ser um menino do bem e muito simples.

Aos 33 anos, Jonas tem contrato com o Benfica até o meio de 2019, quando terá 35. Propostas de outros clubes chegam aos montes, mas ele não pensa em sair do lugar de onde é ídolo.

- Recebi muitas propostas nas últimas duas temporadas, principalmente da China, mas a gente acabou não aceitando. Estou muito feliz aqui e por isso prorroguei meu contrato. Tenho boa relação com todos aqui. Hoje penso em cumprir esses dois anos mais de contrato. Amanhã, se chegar uma proposta que o presidente ache interessante e que seja interessante para mim, a gente poderia sentar, mas hoje meu objetivo é seguir e dar continuidade a esse trabalho de sucesso que temos feito.

Possível retorno ao Guarani

Jonas tem um desejo para depois que cumprir o contrato com o Benfica: voltar a jogar por seu time de coração, o Guarani, que hoje disputa a Série B do Brasileirão. Ele evita fazer promessa, mas afirma que "seria maravilhoso". E apesar de adorar a vida em Portugal e admitir que sentirá falta do país, o atacante não abre mão de voltar a morar no Brasil para ficar perto dos familiares.

- Eu gostaria de cumprir meu contrato aqui, e depois penso em voltar ao futebol brasileiro para encerrar a carreira. Sou muito grato a todos os clubes por onde passei: Guarani, Santos, Portuguesa e Grêmio. Se for para tocar meu coração, terminar no Guarani seria maravilhoso. Mas hoje não cravaria isso. É difícil falar agora. Voltaria tranquilamente para qualquer um desses quatro, independentemente da situação em que eles estejam. Mas onde tudo começou me tocaria mais. Comecei no Guarani, seria bacana. Mas deixo em aberto, pois a gente não sabe do futuro. Pode ser que as coisas mudem, e que a gente não consiga cumprir o que cravou. Por isso, deixo em aberto.

Nesta temporada, na qual passou boa parte lesionado, Jonas marcou 18 gols em 27 partidas. Na anterior, havia balançado a rede 36 vezes em 48 jogos, sendo o artilheiro do Campeonato Português com 32 gols e eleito o melhor jogador da competição.

Globo Esporte


notícias relacionadas