Publicidade
Como os escândalos comprovados de Temer e Aécio afetam a Paraíba

Os últimos fatos registrados pela mídia com endosso do Jornal Nacional apontando desvios de conduta do presidente Michel Temer e do senador Aécio Neves avalizando propinas da empresa JBS, conforme gravação feita, se traduz na velha frase do bairro da Torre, segundo a qual "o feitiço se voltou contra o feiticeiro". Pior: além de queda coice porque a Rede Globo , a ntes aliada, resolveu jogá-los na sarjeta diante da praça pública . E isso tem efeito cascata, inclusive na Paraíba .

O caso se agravou com ações do MPF e PF fazendo apreensão em residência de Aécio Neves no Rio, no gabinete em Brasília, com prisão de Procurador da República e a possibilidade de prisão da irmã do senador. No Congresso , já há quem peça a renúncia do presidente.


Temer e Aécio da forma posta são agentes fundamentais, ao lado de Eduardo Cunha, na formatação do Golpe tirando Dilma  Rousseffdo Poder sem provas de condutas ilicitas contra ela , razão pela qual , as cenas de agora afetam os dois de morte política da cena política brasileira diante da gravidade pela comprovação do delito, assim como seus cúmplices.

Aécio já responde a oito processos e agora é atingido em cheio com possibilidade de perda de mandato.


E COMO ISSO RESPINGA NA PARAIBA


Pelo andar da carruagem, dois fortes personagens passam a ser atingidos de cara: senador Cássio Cunha Lima aliado e vic e-presidente do Senado e o deputado federal, Aguinaldo Ribeiro, no caso na liderança do governo.


A questão é simples de entender: como eles são os maiores defensores de Temer são também os mais atingidos em tese diante da implosão de governo a se manter a onda de denúncias em curso. As redes sociais provam o alto desgaste

Mas, no processo outros parlamentares devem pagar preço alto até de ameaça de reeleição por vínculos exagerados com a defesa cega do governo Temer.

Em sintese, Cássio e Aguinaldo passam a enfrentar  desgastes pelo vínculo com o cadafalso vivida pelo governo e dos que atestam a possibilidade de ruína total do governo. Cássio chegou recentemente a fazer elogios públicos à honorabilidade do presidente em evento no Palácio do Planalto.

Em síntese, muito provavelmente tudo respingará fortemente em 2018, não só na eleição de governador como de senador e deputado federal.

FATO RECENTE

Na comemoração de um ano do Governo Temer, o senador Cássio representou a presidência do Senado , quando declarou:

 “É sério e ousado”

18/05/2017 as 07:33