Publicidade
Antonio Mariz: cada vez mais o Perfil Político Exemplar se faz indispensável existir

O renomado advogado Johnson Abrantes, marizista de Carteirinha, foi quem acordou no 5 de dezembro lembrando o fato de que, se vivo estivesse, o ex-governador e ex-senador Antonio Marques da Silva Mariz comemoraria 80 anos ao lado da esposa Mabel Dantas Mariz. Nestes tempos de baixo conceito da Politica pelos desvios dos Politicos, o filho de Dona Noemi faz muita falta.

A lembrança chega em boa hora porque as novas gerações não dimensionam a importância de Mariz como Politico Exemplar nos diversos niveis, desde a ética, reputação, representatividade e competência como Homem Público

Mariz foi o parlamentar paraibano que, na Constituinte de 1988, conquistou nota 10 pelo DIAP em face da conduta singular em comparação a todo o Congresso Nacional.

SOUSA COMO GRANDE REFERÊNCIA

Na sua primeira atuação como gestor público no Executivo como prefeito de Sousa, no inicio dos anos 60, ele revolucionou ao apresentar um Plano de Governo cumprindo as promessas de campanha e fazendo Prestação de Contas mensal fixando o Balancete no prédio da Prefeitura e em programa de rádio.

Mariz estabeleceu Carteira Assinada e Salario Minimo para todos.

NO GOVERNO, UM PROJETO REFORMISTA

A primeira ação de Mariz, muito antes de se ter obrigação de Transparência, foi mandar publicar todo mês nos jornais da Paraiba as Contas do Governo.

Antes produziu com Equipe de intelectuais um Programa de Desenvolvimento Sustentável para o Estado voltado na direção de criar novas vocações econômicas mas antes matando a fome dos famintos da Paraiba.

Já como senador e muito antes de Lula, Mariz já defendia programa social voltado a resolver a fome de minorias espalhadas nas cidades.

Ele tinha visão estratégica, como fez em menos de 9 meses ter construido o Canal da Redenção levando água de Coremas para as Várzeas de Sousa - área com solo muito melhor do que Petrolina e que até hoje não mereceu o mesmo tratamento que Mariz reservava aos agricultores e produtores rurais da região.

Na prática, sem sorte a Paraiba não conviveu na inteireza com projeto Reformista e impactante de Mariz.

Enfim, como relator do Impeachment de Collor Mariz foi politico correto e solidario com seus pares, a exemplo do seu amigo , senador Humberto Lucena, lutando contra a perseguição da Grande Midia caçando o lider do PMDB mas que a luta de Mariz o fez anistiado.

Mariz recusou proposta de Lúcia Braga antes do primeiro turno da eleicão de 1990 exigindo que ele sumisse do segundo turno e, de imediato, o irmão de José Mariz se levantou da reunião porque não admitia traição a Ronaldo Cunha Lima.

Este era Antonio Marques da Silva Mariz, poliglota e intelectual que bancou o filme "Pais de São Saruê".

Faz muita falta.

EM TEMPO: tive a Honra de ser seu Secretário de Comunicação.

05/12/2017 as 20:32