A posição ascendente de Efraim Filho, do DEM, além da Paraiba

Já foi dito e repetido, sobretudo pelos filósofos do bairro da Torre, que Santo de casa não obra milagre. Mas nem por isso devemos ignorar os fatos reais em curso diante da conjuntura política à frente. Neste contexto, achem bom ou achem ruim, é preciso levar muito a sério a performance do deputado federal Efraim Filho.

Jovem ainda, se comparando aos demais atores da política, Efraim Filho há meses ocupa a principal mesa da Câmara Federal representando o Dem - sucedâneo do PFL como líder da Câmara Baixa.

ESPECTRO E FUTURO

Efraim Filho é líder de um partido conservador, de Centro Direita, portanto, de ideias liberais com líderes de seu partido atingidos por graves denúncias, mas ele, não. É ficha limpa e nome ascendente no debate nacional com desenvoltura de gente grande.

Mais do que filho de Dra Angela e do ex-senador Efraim Moraes, o parlamentar neto de Inácio Bento e João Feitosa, ex-deputados estaduais, tem assumido debates importantes como o dos Fundos de pensão merecendo respeitabilidade pelo nível de suas teses.

Se é assim, já chegou a hora em nível estadual de inseri-lo na cota dos que vão interferir forte na composição de futuro porque soube construir sua trajetória com luz própria mesmo diante da sombra frondosa do pai.

Tem futuro, muito.


A Lei Orçamentária dos Poderes, a dura realidade e a hora de ceder antes do caos

Embora poucos ousem abordar, de fato há um mau estar entre Poderes constituídos e distintos inconformados pela decisão do Executivo de não abrigar as pretensões e/ou reivindicações diante da crise real existente, como se pressupunha antes da votação da LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias , aprovado nesta quarta-feira sem reajuste.

Sem tirar nem por, este é um assunto indigesto de tratar porque, como unha até você pode cortar mas a tendência é da despesa voltar a crescer - e esta realidade os Poderes não querem admitir sem que seja com o repasse da nova necessidade para manter a estrutura.

LRF E MAIS DO QUE ISSO

A Paraíba, como de sorte, a maioria dos Estados do País vive, por exemplo, uma situação típica de colapso na Previdência porque o valor pago pelo ente Estatal já não cobre o déficit cada vez mais crescente porque cresceu também a demanda de aposentadorias.

Esta bomba de efeito retardado vai estourar muito em breve mesmo porque a Lei de Responsabilidade Fiscal não tem impedido dos Poderes - incluindo o Legislativo, Judiciário, Ministério Público e até o Tribunal de Contas a conviver com déficit real, que lá na Torre chamam de Rombo.

A Previdência da Paraíba está insustentável, mas isto não importa ou interessa aos Poderes, mas o Executivo dentro de sua responsabilidade tem de segurar a onda no máximo porque senão é o caos.

OS DEVERES DIFICEIS DE ENCARAR

Todos os Poderes em torno do Executivo, que mantém a chave do cofre, não podem mais ir ao enfrentamento sem antes admitir que precisam fazer o doloroso dever de casa.

Cortar na pele, como dizem os antropólogos da Torrelandia, não é tarefa fácil, ao contrário, exprime condição dolorosa mesmo a ter que se encarar.

Aliás, não é recomendável setores outros dos Poderes assumirem guerra aberta porque os números do SAGRES sobre os vencimentos de importantes setores certamente revoltará a opiniao pública porque em alguns casos é verdadeiro acinte diante de um Estado pobre.

POSIÇÃO DE RICARDO

O governador age de forma sensata em manter o diálogo Intra-Poderes, mas diante da realidade econômica e financeira altamente crítica, não pode recuar do rigor com as contas públicas porque, do contrário, seria irresponsável com a conduta outrora de jogar o problemão para o futuro - empurrando tudo com a barriga.

Se o povo já apertou o cinto, da classe alta para cima o mesmo precisa acontecer em nome da sobrevivência de todos.

UMAS & OUTRAS

...Satisfação em rever o professor Gustavo Nogueira operando a siatemizatação do mais inovador processo de estrutura governamental no Rio Grande do Norte. 

...O BID o convidou e ele vai mostrar na Espanha.

...Semana que vem vai ter muitos fatos fortes na política podendo afetar a sucessão estadual.

...O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, fez bem em cobrar ao ministro Henrique Meireles a liberação dos R$ 140 milhões de emendas de Bancada.

...O senador Cássio foi o chanceler. 

...É importante acompanhar os próximos passos de Romero Rodrigues. Virou espadachim.

...Satisfação imensa em saber dos projetos culturais do empresário e intelectual paraibano Domício Coutinho, residente em  Nova York desde os anos 60. Ele tem uma biblioteca particular em Manhattan só com autores brasileiros .

...Virou amigo do diplomata Marcelo Costa e ontem homenageou o intelectual Neucy Campos, de Pernambuco.

ULTIMA

"O OLHO QUE EXISTE/ É O QUE VÊ"


A ousadia da Paraiba no Ensino diante dos novos desafios da Política no Mundo

Há circulando em rodas de formadores de opinião novo texto do Cientista Político, Achille Mbembe, natural de Camarões mas hoje morando nos EUA, fazendo alerta para a realidade atual do mundo expondo o enfrentamento entre Democracia e Capital como ameaça. É neste contexto global, que a Paraíba se insurge provando que a Política pública pode, sim, ser um fator de crescimento social, através da Excelência na Educação.

Esta é a essência do programa "Gira Mundo" concebido e implementado pela Secretaria de Educação do Estado, através do professor Aléssio Trindade - um estudioso de valor reconhecido, com envolvimento particular do governador Ricardo Coutinho oferecendo de forma pioneira a oportunidade singular de incremento intelectual e internacional a professores da rede de Ensino em diálogo "Sui generis" com a Finlândia - país de Primeiro Mundo.

Se misturarmos as teses contemporâneas de Achille Mbembe, atestaremos que a Paraíba se impõe com resultados surpreendentes por ter utilizado os recursos financeiros públicos na priorização em favor da Sociedade, ao invés do mercado, do Capital, pura e simplesmente.

Na prática, como atestam os números, neste combate moderno e atual de conceitos sobre Políticas Públicas , a Paraíba optou pelo lado socialista de fazer ação de governo de resultados com foco coletivo.

EDUCAÇÃO PÚBLICA DE QUALIDADE

Até nos programamos para ver de perto os resultados, mas viagem extraordinária para Recife nos tirou da solenidade, onde o governador anunciou a ampliação do programa "Gira Mundo" no Estado atraindo mais professores para o diálogo internacional de formação com a Finlândia.

A rigor, da mesma forma como acontece com o programa envolvendo alunos da Rede Estadual de Ensino em intercâmbio com Canadá, Portugal e Espanha, o "Gira Mundo" a abrigar professores se traduz em oportunidade qualificada do Ensino Público se aproximando da Excelência porque não deveria ser diferente.

A FALA DO GOVERNADOR

- A educação pública passou muitos anos carregando a ideia de que, por ser pública, não precisava ter qualidade. Na verdade, justamente por ser pública, que ela precisa ter a melhor qualidade possível - argumenta Ricardo Coutinho com conhecimento de causa por ter estudado em escola pública.

E acrescenta:

- Para isso, é fundamental um estímulo para que os envolvidos na rede estadual de ensino tenham ideias, olhares e conceitos novos. No caso dos professores, estamos quase triplicando o número de vagas do programa e consolidando a relação pedagógica com a Finlândia, lugar que tem um excelente sistema educacional. A expectativa é que os professores contaminem positivamente toda a rede estadual de ensino com as experiências adquiridas na Finlândia - observou.

AINDA ACHILLE MBEMBE

Em síntese, a Paraíba faz opção clara por mecanismos de força democrática a serviço do bem estar social diante, como dissemos, das teses atuais do famoso Cientista, que diz:

"Outro longo e mortal jogo começou. O principal choque da primeira metade do século XXI não será entre religiões ou civilizações. Será entre a democracia liberal e o capitalismo neoliberal, entre o governo das finanças e o governo do povo, entre o humanismo e o niilismo”, escreve Achille Mbembe.

No caso, Ricardo Coutinho tem lado e convicção de optar pelo Governo eivado de humanismo, mesmo precisando ir à luta contra o capitalismo selvagem.

O "Gira Mundo" produzido e conduzido na Paraíba é exemplo de como se faz. 

UMAS & OUTRAS

... Deu para atestar as presenças da vice-governadora, Lígia Feliciano, da diretora da Escola de Educação Profissional de Professores da HAMK, Seija Mahlamäki-Kultanen, do presidente da Federação do Comércio de Bens e de Serviços da Paraíba (Fecomércio), Marconi Medeiros, auxiliares do Governo e deputados estaduais, a exemplo de Hervázio Bezerra e João Gonçalves.

...Ainda é a alta a expectativa sobre a nomeação do deputado federal André Amaral Filho no Ministério da Cultura. Sua assessoria conta como certa.

...O desembargador federal, Telson Ferreira, foi visto em Portugal em diálogo com o presidente daquele País.


Cartaxo contra-ataca Romero, escolherá novo líder mas vai enfrentar Oposição em guerra

O saldo da segunda-feira do prefeito Luciano Cartaxo foi de recuperar terreno ameaçado por seu concorrente de pretensão de disputar o governo, Romero Rodrigues, decidido a encontrar guarida em João Pessoa. A reação consistiu em impedir que o vereador Marmuthe fosse para os braços do PSDB e assumisse o mandato sem a chancela do PSD.

A manobra de Luciano consistiu em dar guarida ao combalido Marmuthe abrigando-o na diretora adjunta do IPM e outros nutrientes implodindo assim a articulação de Romero.

VAI MUDAR

Nos bastidores da Prefeitura tem-se como certa a mudança na liderança na Câmara Municipal, embora o atual Helton Renê diga que não.

Dos nomes citados emerge o do vereador Fernando Milanez Neto.

Fala-se ainda que o prefeito fará ajustes na equipe de auxiliares.

OPOSIÇÃO ATENTA

Luciano vai precisar de desdobrar porque a Oposição resolveu jogar duro , sobretudo no caso Lagoa diante de novidades que diz possuir.

O prefeito reage e diz que tem antidoto para segurar a onda e superá-la.

UMAS & OUTRAS

...Tem secretário na gestão LC que anda por um fio.

...Zenidy Bezerra anda sem dormir atento com os passos adversários.


Romero Rodrigues avança com pré-candidatura ao entrar em João Pessoa

A semana começa com muitos fatos políticos bombásticos tanto em nível nacional quanto estadual/municipal, mas um dos mais emblemáticos deles é a ousadia do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, de avançar com sua pré-candidatura agora em João Pessoa - ambiente mais afeito ao prefeito Luciano Cartaxo.

Há movimentos para implodir a operação engendrada por Romero, mas dificilmente deixará de se efetivar porque há interesse do PSDB de prestigiae Elisa é avançar com pré-candidatura de Romero.

COMO SERÁ

Para entrar em João Pessoa, o prefeito de Campina está comandando uma articulação visando permitir que a vereadora Elísia Wirginia seja prestigiada indo para a Assembleia, condição que beneficiará o sofrido suplente Marmuthe passando a assumir a Câmara Municipal , enquanto o deputado Tovar - este assumirá uma Secretaria de Governo.

O detalhe de tudo passa pelo fato de Marmuthe ser do PSD, partido do prefeito Luciano Cartaxo. A articulação por tabela termina contribuindo com o parlamentar pessedista.

EFEITOS

A manobra de Romero não implica em rompimento com Luciano, mesmo assim prova por A mais B, como se diz lá na Torre, que o prefeito de Campina está levando muito a sério sua pré-candidatura.

Outro dado relevante é a ação do PSDB de não ficar a reboque da pré-candidatura do prefeito de João Pessoa.

UMAS & OUTRAS

...Luciano já está em João Pessoa depois de alguns dias em Santander, na Espanha, para conhecer projetos do BID.

...Ele foi visto com o vereador João Corujinha neste fim-de-semana. Pelo que dizem nos bastidores vai precisar fazer um ajuste na equipe de secretários. As queixas na Câmara não cessaram.

...O vereador Dinho sumiu. Por que será?

...A pressão do PMDB paraibano é forte para ver o deputado federal André Amaral Filho como Ministro da Cultura, mesmo com reações contra.

...A dados do domingo quase chuvoso era de que o deputado será anunciado até quarta-feira. Tem o aval do líder do Governo no Senado, Romero Jucá, por influência também do ex-assessor André Amaral, pai do parlamentar.

...Para anotar: o restaurante português Teimoso, na Av Olinda, defronte ao Posto de Saúde, está funcionando com cozinha de alta qualidade.

...Não convidem Marmuthe para mesmo ambiente com o secretário Hidelvanio Macedo.

...O mesmo dir-se-ia entre os deputados Aguinaldo Ribeiro e Wellington Roberto. Sai fogo.

...A pré-candidatura de Lindolfo Pires a deputado federal começou a repercutir fortemente.

...A Oposição na Câmara da Capital começa a semana produzindo muito barulho. Vai incomodar.

ULTIMA

"O OLHO QUE EXISTE/É O QUE VÊ..."


Doria quer "resolver" Cracolândia estimulando viciados a optarem pelo Nordeste; eis novo ABSURDO

O prefeito de São Paulo, João Dória, acaba de tomar nova decisão que bem define sua postura autoritária, retrógrada e discricionária contra a Nordeste ao defender como "solução" ao grave problema da Cracolândia propondo o estímulo aos viciados para que eles decidam vir aos 9 estados nordestinos.

Esta é a velha é renovada tática das Elites que, sem saber nem querer resolver de perto seus dramas e graves problemas, terminam optando por exportar suas mazelas.

A Cracolândia é gravíssima situação de São Paulo fruto de diversas motivações a envolver pessoas de diferentes sexos e realidade sócio - Econômica, cuja solução jamais estará na decisão de dias atrás de Doria mandando a Polícia Militar resolver o problema na porrada, expulsando-os do Centro da cidade.

A RAIZ ESTÁ NA EXCLUSÃO

O prefeito paulistano precisa de uma vez por todas encarar dramas como da Cracolândia pelo efeito continuado de exclusão social de parcela da sociedade sem emprego, convivência familiar e abandonados pelos poderes públicos - estes responsáveis pela busca de solução a curto, médio e longo prazos.

Antes de usar a porrada, sob o absurdo argumento de que os viciados são emprestáveis, dentro de uma lógica fascista de eliminar setores vulneráveis da sociedade, se faz indispensável abrigar politicas assistenciais, psicológicas, médicas, assistenciais, habitacionais - provisórias ou não - nas sobretudo zelo humano, como adotou o ex-prefeito Fernando Haddad, da mesma São Paulo.

CASO GRAVE COMPARATIVO

Se Doria trata viciados de crack assim, imaginem como seria sua política de tratamento dos milhões de nordestinos presentes nas periferias de São Paulo para onde foram em busca de sobrevivência.

Esta é a face fascista de um novo tempo que trata gente como se fosse lixo - e isto não pode ficar assim impunemente.
 


A corrupção no Brasil, o estímulo aos desvios e a realidade entre Lula, Temer, Aécio e CIA

 Desde o Jornal Nacional, da Rede Globo, sábado passado, perdura na memória de telespectadores a notícia contundente expondo a participação direta do presidente da República, Michel Temer, comandando o maior esquema de corrupção - de acordo com o "empresário" / bandido Wesley Batista. Mas, a reportagem buscava outro alvo: envolver também Lula e Dilma nesse "mar-de-lama", mais uma vez sem uma única prova.

 Repito: de rebaba, no paralelo, como se diz lá na Torre, Wesley e a Rede Globo tentaram mais uma vez envolver o nome do ex-presidente Lula sem a exibição de uma única prova, tudo ilação para atender ao MPF e ao manipulado Juiz Sérgio Moro porque todas as delações servem para buscar incriminar o ex-presidente, entretanto sem conseguir provar absolutamente nada.

 A REALIDADE EM TEMER E AÉCIO

 Diferentemente de Lula e Dilma, Wesley tem provas de doações de propinas regulares contra toda a cúpula do PMDB, a partir de Temer, da mesma forma que com Aécio - dispondo de Contas e entrega de dinheiro sujo em filmagens entregues ao MPF.

 Com Lula e Dilma são citações e/ou acusações sem provas.

 A realidade prova que, ao contrário do Mantra do Golpe, segundo o qual o Impeachment de Dilma servia para eliminar a cultura de corrupção instalada pelo PT na Petrobras e Governo, são exatamente os acusadores - Temer, Aécio, PMDB, PSDB, etc - os verdadeiros comandantes da corrupção contemporânea no Brasil.

 NÃO PUNIR WESLEY É PREMIAR A IMPUNIDADE

 O Ministério Público Federal empresta uma grande contribuição à impunidade, ou seja, presta um desserviço ao país ao deixar solto, sem nenhuma punição, o empresário Wesley Batista pelos comprovados crimes que cometeu.

 A contribuição dele ao relatar detalhes da corrupção comandada por Temer não elimina a necessidade de medida corretiva , punitiva ao empresário com toda a natureza de Gangster dos tempos modernos, por isso precisa ir para a cadeia.

 Em síntese, a realidade expõe algo típico do Feitiço virando contra o Feiticeiro - no caso em tela Feiticeiro corruptor e traidor pensando em se salvar derrubando a presidente honesta de nome Dilma Rousseff.

 Tenho dito.


Trump, a Geopolítica americana na AL, o Capital e a Trama iniciada no Mensalão

Os novos fatos gerados pelo presidente americano, Donald Trump, voltados para interferência e controle ideológico em Países da América Latina, especialmente o Brasil - muito além de Cuba e Venezuela -, acabam se traduzindo em nova etapa iniciada em solo brasileiro a partir do Mensalão, em 2005, cujo objetivo era implodir a linha Socialista do Brasil e primeiro alvo alcançado era eliminar a ascensão do ex-Ministro José Dirceu ,  à época nome mais forte na sucessão de Lula na presidência da República.

Ninguém se iluda: a " inteligência e vigilância " ideológica no sentido de implodir a ascensão do Socialismo na América Latina com uso interno de setores da Elite,  Justiça, Ministério Público , PF orquestrados pela imposição discursiva dos Meios de Comunicação - no Brasil via Rede Globo - nunca estiveram tão atentos e em ação do que nos últimos anos em face da liderança do Brasil em todo Continente desde a ascensão de Lula.

A ALCA, LULA E A POSIÇÃO DO BRASIL

É preciso observar e atestar a influência recente da Casa Branca nos Países da América do Sul com a articulação no início dos anos 2000, do Governo Clinton, para a criação da ALCA - Mercado Comum na América Latina envolvendo até o México com apoio aberto do Governo neo - liberal de FHC.

Até 2002, este era o foco americano para manter o controle dos negócios econômicos na América Latina.

Só que, a partir de 2003, a "nova ordem" econômica e geopolítica exercida pelo Brasil com a ascensão do presidente Lula mudou completamente o rumo das politicas do Governo Brasileiro optando na prática pelo fortalecimento do MERCOSUL, portanto , implodindo de vez a pretendida a ALCA.

Lula fez mais: não rompeu as relações com o Governo americano, nem os negócios de mercado, mas abriu pela primeira vez a expansão de relações e negócios com a China, Rússia, Índia e África do Sul criando nova Potência de negócios a irritar o Capital internacional.

Os BRICS - países emergentes - foram o maior insulto às pretensões ideológicas e de negócios do Capital.

ZÉ DIRCEU, O ALVO "PERIGOSO" ABATIDO

Ninguém duvida da liderança de Lula no Mundo, desde quando de sua ascensão ao Poder no Brasil, em 2003, hoje na condição de maior liderança de Esquerda da América do Sul, mas é nesta fase de aplicação de Políticas Sociais relevantes a mudar o rumo econômico e de vida de milhões de brasileiros com a liderança do Brasil na América do Sul que, silenciosamente, começa o confronto do Capital para derrubar o Governo socialista brasileiro.

Depois de Lula, era o ex-Ministro da Casa Civil, José Dirceu, o grande alvo porque a possibilidade de ascensão no Poder do Brasil se traduzia em enorme ameaça ao poderia Neo-liberal comandado pelos EUA.

Mais do que Lula, Zé Dirceu especializara-se nas relações com as principais lideranças nos Países da América Latina e, pela capacidade de articulação e de domínio da geopolítica mais aguçada, certamente avançaria muito mais do que Dilma Rousseff, na influência do Brasil nos BRICS e fora dele.

Zé Dirceu foi a primeira experiência do denominado LAWFARE - uso político direcionado contra alguém com as ferramentas jurídicas vigentes -, porque como provam os Autos do Mensalão foi condenado e assim perdido as condições de elegibilidade sem uma UNICA prova contra ele.

O então procurador Geral da República, Roberto Gurgel, o presidente do STF, Joaquim Barbosa, e outros ministros como a Rosa Werber, declararam em seus votos inexistir PROVAS concretas contra Zé Dirceu, mesmo assim o condenavam sob argumento maluco do Direito de Fato atribuindo a ele conhecimento e comando do que não se provara.

Na prática, Zé Dirceu foi a primeira grande vítima do Capital internacional com conivência do governo americano.

Danado é observar que FHC e todo o PSDB se prestaram a conduzir as estratégias de enfrentamento político contra Lula é o PT bancados pelo capital internacional em sintonia com os EUA.

A não aceitação por Aécio Neves das eleições em 2014 diante da reeleição de Dilma Rousseff foi a senha inicial para o que vivemos hoje no bizarro Governo Temer.

Voltaremos ao tema.


 


A versão do deputado federal André Amaral sobre a hipótese de assumir a Cultura

De repente, o mundo Cult se apresenta ávido para extravasar opiniões de todas as ordens sobre a possibilidade do deputado federal André Amaral Filho vir a ser Ministro da Cultura, conforme aventa-se com força em Brasília.

O Blog mesmo questionou o tempo e condições para o parlamentar assumir tamanha responsabilidade.

Em face do conceito e representatividade do Blog, eis que os céus da Capital Federal nos aciona para o contra-ponto em torno do assunto expressando a própria condição de André Amaral Filho diante desta hipótese.

A tese de defesa e ou argumento pró André se pauta na convicção dele próprio de que a idade pode significar um elemento de pre-conceito mas ele insiste na animação e/ou possibilidade dizendo que por puder ser muito exigido estará com atuação ou prevenções triplicadas para acertar na apresentação de Políticas Culturais no nível exigido pelo segmento.

- As demandas gerais são conhecidas portanto exigem apenas decisão para compatibilizar reivindicações e possibilidades orçamentárias dentro da realidade vigente no País - frisou.

André Amaral Filho vai mais longe ao dizer que sua idade não pode servir de motivação à intolerância porque diz estar no Congresso Nacional já é um atestado diferenciado a merecer respeito.

Trocando em miudos, André Amaral Filho está certo de surpreenderá para melhor argumento ainda de que a prova de capacidade está na gestão e não na condição de ser artista.

Seja como for, esta é a voz e vez de um projeto, conforme foi dito, acima da paraibaneidade - fator que ele diz conviver com orgulho diante de muitos paraibanos ilustres da cultura brasileira.

EM TEMPO

De Brasília, chega a informação de que o senador Romero Jucá consolidou a indicação do deputado federal no MINC.
 


Temer, o trato com a Cultura e a hipótese de um paraibano assumir a pasta decadente

O Governo Temer deixou espraiar aos quatro cantos que pode nomear para o Ministério da Cultura o deputado federal paraibano André Amaral Filho (PMDB-PB), jovem parlamentar sem experiência na área, portanto, sem nenhuma vinculação com o segmento.

A possibilidade de isto vir a se concretizar é real da mesma forma que a notícia repercute mal nos vários níveis porque, na essência, a nomeação simboliza somente é só um arranjo partidário mal elaborado - isto para buscar manter o presidente no troca-troca de cargos sem apontar qualquer zelo real com a cultura brasileira.

O RISCO E A DECADÊNCIA DO MINISTÉRIO

O deputado André Amaral Filho tem sido estimulado a avançar no propósito de assumir o ministério, mas, em tempo, vale a pena refletir se conviver com a possibilidade do ridículo é a melhor alternativa na sua trajetória.

Falta muito, sobretudo formação intelectual de densidade para ele dialogar com as várias vertentes das artes e da cultura, algo que sua pouca idade não lhe oferece condições.

Se pensa em cargos para distribuir de olho na reeleição, saiba tanto quanto necessário que é impossível de apresentar resultados nesse tamanho porque a pasta está em fase pré-falimentar.

Na essência, o jovem deputado precisa dimensionar o alto risco desta empreitada que bem explicita o nível de compromisso do governo Temer com uma das mais importantes áreas de políticas fundamentais.

É quase zero, por assim dizer.

SE CONSELHO FOSSE BOM...

Se quer prestar serviço ao governo, busque adequar sua ambição com seu tamanho e idade, do tipo secretaria nacional da Juventude com status de ministério ou coisa parecida, mas não ouse permitir-se cair no anedotário nacional.

Trocando em miúdos, cada um dá o que tem - Temer, o deputado e nós estamos fazendo exatamente a aplicação desta sabedoria do bairro da Torre.

UMAS & OUTRAS

...Há um zum-zum-zum bobo, mas ferino, de setores da mídia paraibana porque não foram convidados para a solenidade do voo internacional da Argentina. Como a Gol não poderia lotar todo o voo com convidados, o Governo fez algumas escolhas por critérios próprios não revelados e ponto. Mas trabalhar, minha gente.

...A hipótese de Lindolfo Pires disputar a Câmara Federal pegou fogo.

...É dor muito doída conviver com a partida precoce de Léo Abrantes.

...O presidente da Câmara Municipal, vereador Marcos Vinícius, ainda nos Estados Unidos nesta fase de recesso.

...Reconheça-se a performance proativa e de resultados da gestora Ruth Avelino à frente da PBTUR. Quem esteve em Buenos Aires ouviu elogios públicos ao seu desempenho. Mérito.

...Mofi candidato a Federal é possibilidade de êxito particular pouco importando o conteúdo do que defende.

...A organização do Maior São João do Mundo se mantém elevada. Só que a essência do conteúdo e vínculo cultural caiu muito de cotação com conceitual.

ÚLTIMA

Se vierem de Gardel, Jackson, Sivuca e Elba vão ensinar como se dança Forró